Service 1

Programa Controlar Ambiental para Controle de Roedores

Implantação do Programa de Controle de Roedores Monitoramento em Tempo Real

Identificação e Classificação de Ambientes por níveis de risco e contaminação. Através de identificação por monitoramento das rotas de passagem, abrigo e presença de roedores.

Instalação de armadilhas em forma de cordão sanitário com placas e etiquetas de identificação padronizadas.

Conjunto de documentos gerado através de Ordem de Serviço, Croqui - Mapa das Iscas e Dispositivos de Iscagem Tóxicos e Dispositivos Atóxicos, Certificado de Execução dos Serviços com os receituários químicos, formulações registros - Acompanhamento pós implantação do programa por profissional capacitado (Biólogo e Químico Responsável).

Cronograma de atendimento de das atividades exercidas no programa anual de acordo com a vigência do contrato.

Planilha de registro e ocorrências de pragas - Transmitida para cada departamento envolvido no programa com as adequações das anomalias identificadas do processo.
Relatórios estáticos e gráficos completos disponíveis ao cliente - Níveis de Infestação por praga, consumo de pesticidas e raticidas, pontos críticos de risco, danos aos dispositivos e outros.

Plano de treinamento e conscientização dos colaboradores e clientes envolvidos no processo. Registro de pontos que facilitem o acesso, abrigo e proliferação de pragas - não conformidades.

Sugestões de medidas preventivas e corretivas. Definição da estratégia de trabalho - Sugestões para melhoria.

O controle será consequência de um conjunto de medidas que visa reduzir as chances de invasão e instalação dos insetos e roedores, envolvendo o monitoramento contínuo das infestações, a criação de barreiras ambientais e a intervenção cultural de modo a conscientizar os operadores sobre comportamentos que favorecem o desenvolvimento de novas infestações.

 

 

GESTÃO

Image 02

Se sua empresa, comércio ou indústria precisa de uma solução para integrar o controle de pragas, solicite um orçamento sem compromisso.

Implantação

  • Classificação dos ambientes por risco de contaminação (nível de sensibilidade)
  • Vistoria e identificação de focos de pragas
  • Instalação de pontos de iscagem e armadilhas atóxicas, fixados e identificados com etiqueta padrão em mapa
  • Palestra de conscientização e treinamento dos colaboradores, integrando-os ao programa
  • Registro de pontos que facilitem o acesso, abrigo e proliferação de pragas - não conformidades
  • Implantação de planilhas para registro de pragas
  • Sugestões de medidas preventivas e corretivas
  • Definição da estratégia de trabalho - cronograma de atividades